Tags

E me irrita tanto ver que você tá feliz e sorrindo mais com a sua nova-antiga namoradinha magrela do que sorria comigo e as minhas compulsões alimentares.

As fotos juntos, na esquina da sua casa, no pôr-do-sol do Rio de Janeiro, um domingo na rua, sua cara blasé se escondendo atrás de uma xícara de café já morno.

Mas na verdade é um insulto, porque eu também tô mais feliz agora do que quando tava com você, mas ainda assim é menos feliz do que você parece estar. E em que mundo uma pessoa assim como eu, meio intensa demais, iria admitir um absurdo desses?

Anúncios